Trabalho arqueológico resgata a história da região

O que os arqueólogos têm a ver com a construção de uma usina hidrelétrica, uma obra complexa que envolve engenheiros e profissionais de áreas afins? A explicação é simples: a Lei Federal 3.924 determina que empreendimentos de grande porte realizem o levantamento arqueológico da área do entorno dos projetos. Trata-se de um trabalho delicado, que permite resgatar a história da região e é uma importante contribuição da PCH Paracambi para os registros da memória do município.

Por meio de escavações, os arqueólogos encontram inúmeros objetos utilizados pela população que habitou a região no passado. O material encontrado é estudado para montar uma espécie de quebra-cabeça, capaz de contar em detalhes como se vivia há décadas ou mesmo séculos.

Na PCH Paracambi, o trabalho começou a ser feito antes mesmo do início da obra. Todo o material recolhido é encaminhado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), acompanhado de relatórios sobre as atividades. Na área estudada, foram localizados 11 sítios arqueológicos.

Trabalho de escavação no sítio arqueológico Ribeirão das Lajes II
Trabalho de escavação no sítio arqueológico Ribeirão das Lajes II