Preocupação com a qualidade da água

A qualidade da água do Ribeirão das Lajes é mais uma preocupação da PCH Paracambi.  Com a proximidade da operação de desvio do Ribeirão das Lajes, que tem inicio em abril de 2011, o monitoramento da qualidade da água do Ribeirão das Lajes é realizada 24 horas, todos os dias da semana. Para tanto, a Light firmou parceria com a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UniRio, que já realizava o mesmo trabalho  periodicamente. Assim como no caso do Resgate de Fauna, o Monitoramento da Água começou a ser realizado antes do início da obra.

O Programa de Acompanhamento da Qualidade da Água é muito importante porque o Ribeirão das Lajes alimenta o reservatório do Guandu, que abastece a capital do estado do Rio e outros municípios. Ou seja, milhões de pessoas dependem desse rio.

Antes do início das obras, o monitoramento acontecia a cada dois meses. “Estudamos as condições do Ribeirão das Lajes antes da barragem ser construída”, disse a professora da UniRio e coordenadora do projeto de Monitoramento da Água da PCH, Cristina Castelo Branco.

No momento, a coleta é feita diariamente em pontos antes e depois do local do canteiro de obras. Também há equipamentos monitorando 24 horas a qualidade da água do Ribeirão das Lajes. Com isso, é possível ter uma amostra em tempo real da influência da obra no rio.

Gerente ambiental da PCH, Adalto Gomes, realiza a coleta da água